Girl Gang: Da carreira publicitária à confeitaria: como lido com duas paixões que me motivam

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Hoje os doces são um sonho paralelo à minha carreira de publicitária, a qual eu também amo e estou tocando as duas coisas juntas.

blog

28 de março de 2018

Girl Gang: Da carreira publicitária à confeitaria: como lido com duas paixões que me motivam

28 de março de 2018 - 14:44 - atualizado em 28 de março de 2018 - 14:56

Eu nunca tinha imaginado empreender na vida, na verdade ainda acho que falta muito para dizer que sou uma empreendedora de fato. Mas o amor pela confeitaria sempre foi grande e hoje os Janadeiros (o nome foi um grupo de amigos que inventou, obrigada, gente <3), pra mim, são as minhas melhores criações!  

Os Janadeiros são os meus brigadeiros e eles surgiram pela necessidade de eu e o meu namorado (Cayan) termos uma renda extra, simples assim. Depois foi para tirar férias, para casar e a lista de motivos é sem fim. No início a gente vendia no trabalho, para a família e amigos.

No primeiro ano foi pesado! Passamos algumas madrugadas na cozinha, foram muitos dias indo dormir 5h da manhã e acordando às 7h (de vez em quando, isso ainda acontece). Por outro lado botamos nossa criatividade para fora e a cada semana que passava a gente inventava um sabor, melhorava receitas e aumentava as opções do nosso cardápio.

Cheguei até a fazer um curso de confeitaria. Nesse período alimentei a ideia de me dedicar 100% aos doces. Porém não é fácil largar uma carreira para tentar outra, ainda mais sem grana para investir no negócio. Hoje os doces são um sonho paralelo à minha carreira de publicitária, a qual eu também amo e estou tocando as duas coisas juntas.

Com a minha rotina mudando no trabalho, deixamos de fazer Janadeiros toda semana e passamos a vendê-los a cada 15 dias, além de aceitar encomendas para aniversário, formatura, casamento, batizado...

Hoje, posso dizer que o Cayan toca esse negócio quase sozinho, faz fluxo de caixa, compras, organiza estoque e até o marketing. Mas e eu? Mexo as panelas, dou meu nome na marca, e sou a digital influencer que faz esses doces brilharem! Mas sem ele, os Janadeiros não seriam o que são hoje!

Os Janadeiros e seus cliente fiéis, principalmente aqueles que sempre dizem me imaginar mexendo a panela e fazendo eles com carinho, são responsáveis por todas as coisas que esses brigadeiros já trouxeram na minha vida: amizade, reconhecimento, elogios, felicidade, amor, um lar.

Por todas as dificuldades que esta tarefa nos impõe, se eu disser que a gente nunca pensou em desistir, e ainda pensamos, estaria mentindo. Mas por que nunca desistimos?

1 - Porque estaria indo contra uma paixão que é a confeitaria;

2 -  Porque meus clientes (amigos) me motivam muito a continuar

3 - Porque Janadeiros é amado por todo mundo, meu bem!

Eu digo sempre: o que mais gosto nos Janadeiros é que eles se tornaram um ato de amor, felicidade e agradecimento.

Jana Fonseca

28 de março de 2018 - 14:44 - atualizado em 28 de março de 2018 - 14:56

COMENTÁRIOS PARA ESTE POST