Google Shopping: Como funciona essa plataforma de vendas

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Entenda o que é, como funciona e qual a importância do Google Shopping na melhoria dos resultados de venda, seja pagando ou de forma gratuita.

blog

25 de maio de 2021

Google Shopping: Como funciona essa plataforma de vendas

25 de maio de 2021 - 10:44 - atualizado em 25 de maio de 2021 - 11:06

O cenário de vendas com certeza não é o mesmo de alguns anos atrás, assim como não será exatamente o mesmo daqui a alguns anos. Esse processo foi se fortalecendo ao ponto de que hoje é imprescindível estar conectado aos inúmeros canais de venda e exposição, sendo um importante deles o Google Shopping.

Nesse cenário, torna-se um desafio ainda maior aumentar os resultados de um negócio, mas a plataforma em questão, na verdade, é bem simples.

Neste artigo, trouxemos o que é o Google Shopping e algumas dicas de como utilizá-lo.

Mas o que é o Google Shopping?

De maneira simples, é um serviço oferecido pelo Google que possibilita a visualização de produtos relacionados a uma pesquisa do usuário.

Sabe quando você pesquisa um produto que quer comprar e aparece no topo da lista uma linha vertical com produtos, preços e empresas diferentes ou similares?

Este é o Google Shopping, uma maneira de agrupar informações que há alguns anos atrás eram recolhidas manualmente, de porta em porta.

Com o avanço das tecnologias, os produtos à venda passaram a estar cada vez mais visíveis aos usuários por meio de uma simples pesquisa.

Além de mostrá-los, a ferramenta conta com um conjunto de filtros para qualificar e especificar ainda mais a busca do usuário.


Entenda como funciona o Google Shopping

O que começou de maneira gratuita foi começando aos poucos a gerar lucro à empresa, que passou a oferecer o Google Shopping como um serviço.

Ou seja, por meio de anúncios pagos os produtos dos clientes interessados aparecem no topo da lista de busca, mas com a pandemia o Google liberou a utilização pelos e-commerces de forma orgânica.

O seu funcionamento é muito simples e pode ser entendido por meio deste exemplo:

Você precisa de uma mochila para acampar. Ao digitar essas palavras, você vai encontrar no topo dos resultados uma linha horizontal com o nome Anúncios.

Ou seja, antes de encontrar qualquer texto, você consegue visualizar informações básicas como o preço, a foto do produto e onde é vendido.

Com isso, a experiência do cliente se torna muito mais fácil, o que torna o Google Shopping uma ótima alternativa para alavancar as vendas.


Como incluir uma loja na ferramenta?

Organicamente ou não, o Google Shopping precisa conseguir avaliar se o produto é relevante, sendo necessário dar atenção a alguns pontos.

Feed de produtos

O primeiro ponto é que o seu feed de produtos precisa atender às especificações dos dados dos produtos do Google. Somente assim é possível obter os melhores resultados, garantindo que as informações sejam abrangentes e atualizadas.

Google Merchant Center

É muito provável que você já tenha um arquivo XML do seu feed de produtos, mas com ele adaptado é possível realizar o upload no Google Merchant Center, depois de fazer o devido cadastro.

Anúncios

Após todo esse processo simples, além da marcação de dados, você pode escolher a opção de anunciar no Google Shopping ou optar por aparecer na listagem de produtos gratuitos.

Inventário local

O Google também disponibiliza a função de inventário local para lojas físicas que possuem integração de estoque.

Ao clicar em algum produto local seu, o usuário é direcionado a uma página da sua loja que é hospedada na plataforma, chamada de vitrine local.

Para isso acontecer, além do processo anterior, é preciso informar os locais e produtos, ativando os anúncios de inventário local ou listagem de produtos locais gratuitas na plataforma.

Depois disso, é só solicitar a verificação do inventário e configurar a sua conta no Google Ads.


Integração do Google Shopping com o Ads

É importante ter em mente que tanto o Google Ads quanto o Shopping não funcionam da mesma forma.

O Google Shopping se baseia nos atributos dos produtos para cruzar os dados e exibi-los estrategicamente, enquanto que o Ads tem como princípio a possibilidade do anunciante escolher as palavras-chave.

Contudo, além das campanhas inteligentes que o Google Ads oferece, é possível integrá-lo ao Google Shopping.

Para isso, é só criar ou vincular a sua conta de anúncios pagos, sendo necessário a aprovação do seu administrador do Ads e, posteriormente, a ativação no Google Shopping.

Fazendo isso, você já pode impulsionar os seus produtos na plataforma.


Por que estar presente no Google Shopping é importante?

O Google é a maior e mundialmente conhecida plataforma de pesquisa, mas além disso, é preciso levar em conta o comportamento dos consumidores.

Hoje, muito mais que há poucos anos atrás, os usuários querem uma boa experiência de contato e possível compra de produtos.

Além disso, com o constante avanço da tecnologia, essa disponibilidade tende a ser cada vez mais urgente, de modo que é preciso estar no máximo de canais possíveis.

Com o Google Shopping, portanto, é possível ganhar muito mais visibilidade ao seu negócio, assim como os seguintes benefícios:

  • Aumento do tráfego nos e-commerces;
  • Maior número de conversões, e, consequentemente, maiores lucros;
  • Geração de leads mais qualificados;
  • Menos investimentos em mídia, nos casos de listagem gratuita;
  • Auxílio no processo de transformação digital de empresas que ainda não estão presentes online.


Dicas para cadastrar os produtos no Google Shopping

Diante de toda essa importância e do conteúdo que trouxemos até aqui, destacamos também algumas dicas que podem te ajudar a melhorar os seus resultados.

É possível qualificar ainda mais essa experiência com algumas práticas disponibilizadas pelo Google e também outras, como:

Detalhamento

Reúna o máximo de informações sobre os seus produtos, como nome, descrição, imagens, preço, tamanho e detalhes técnicos como cor, formato e outros.

Promoções

Dê atenção aos preços promocionais, que podem ser melhor aproveitados com a ferramenta.

Destaques

Prefira os itens campeões de venda ao destinar os seus recursos para a divulgação dos produtos, além de adicionar atributos úteis que ajudem a agrupá-los de forma personalizada.

Técnicas de SEO

Este item serve, principalmente, para quem quer aparecer no Google Shopping de maneira gratuita, tornando essencial otimizar o seu site e conteúdos.

Por isso, é preciso levar em consideração:

  • Títulos e tags que gerem atratividade;
  • Descrição descomplicada dos produtos;
  • Preço competitivo com a concorrência;
  • Manter a atualização constante dos seus canais;
  • Ter uma boa avaliação.


Do gratuito ao pago, aumente os seus resultados

Mesmo com os acessos gratuitos já é possível obter os benefícios na utilização do Google Shopping.

Você pode fazer isso de maneira especializada, com o auxílio de ótimos fornecedores ou contratando profissionais para a sua empresa.

Além disso, também é possível fazer por conta própria, devido a grande facilidade que a ferramenta proporciona à experiência do usuário.


25 de maio de 2021 - 10:44 - atualizado em 25 de maio de 2021 - 11:06

Posts relacionados

COMENTÁRIOS PARA ESTE POST